CHAN 2023: Avançado do Sagrada Esperança ajuda Moçambique no triunfo inédito

O avançado moçambicano Pachoio Lau Há King, 24 anos, recentemente anunciado como reforço do Sagrada Esperança da Lunda-Norte para a segunda fase do Girabola 2022/2023, foi autor de um dos golos com que a selecção moçambicana venceu por 3-2 a congénere da Líbia, no Estádio Nelson Mandela, em Argel, a capital argelina, e fez história no CHAN, arrecadando o primeiro triunfo nesta prova.

O atleta que trocou a União Desportivo do Songo, campeão de Moçambola, pela equipa angolana num contrato de uma época e meia, marcou aos 84 minutos, o terceiro golo dos Mambas, após ter entrado em campo, aos 55 minutos, numa partida em que os líbios começaram por dominar os primeiros minutos com várias oportunidades junto da baliza de Victor Guambe, o guarda-redes moçambicano, mas sem um perigo real.

Moçambique apresentou dificuldades em sair do seu meio-campo e a pressão líbia não deixava a defesa moçambicana respirar. Aos 23 minutos, essa pressão acabou por dar os seus frutos, num cruzamento perigoso, Chico, defesa moçambicano de 31 anos, na tentativa de cortar a bola, colocou o esférico dentro da sua própria baliza.

No intervalo o resultado mantinha-se a favor dos líbios, com os moçambicanos a virarem o jogo a partir do banco, após Chiquinho Conde ter feito entrar Melque, avançado de 25 anos que actua no Black Bulls, que empatou aos 74 minutos, para Nené, que saiu do banco aos 70 minutos, ampliar aos 80 minutos, e Lau King, apontar o terceiro.

A vencer por 3-1, os Mambas caminhavam para o primeiro triunfo, mas ainda houve tempo para um susto. O avançado líbio, Anis Saltou, aproveitou um erro de Victor Guambe para apontar o segundo golo da Líbia.

Recorde-se que os Mambas nunca tinham vencido um jogo no CHAN, três derrotas em 2014 e um empate em 2023 frente à Etiópia. Desta vez é o primeiro triunfo, os primeiros três pontos arrecadados pela selecção moçambicana.

Moçambique: Angolanos apoiam Quinito Jr à presidência da Liga

Agentes desportivos angolanos apoiam o empresário e activista social Quinito Jr, a candidatura à presidência da Liga moçambicana de futebol.

O empresário que em Junho esteve entre os representantes de Moçambique, na Conferência de Negócios Desportivos Angolano – CONFENDA, e que já foi presidente do clube Textafrica de Chimoio, conquista não só o apoio de agentes desportivos angolanos, como reuni consenso dos Associados da Liga e agentes desportivos moçambicanos, que reconhece nele a veia inovadora, aglutinadora e sobretudo conhecedor do Desporto moçambicano.

O também apresentador de TV e proprietário da marca JJSport, que veste em Angola o Futebol Clube Renascer do Estoril e o Lobo Futebol Clube, poderá contar com a concorrência de Luís Canhemba, consultor da Liga moçambicana, apontado como o candidato da continuidade, embora vem ganhando força a ideia de uma lista de consenso.

Liga dos Campeões: Petro batiza Black Bulls com goleada

O Petro de Luanda venceu, este domingo, a Associação Black Bulls de Moçambique, por 3-0, baptizando com goleada, no Estádio de Zimpeto, em Maputo, Moçambique, a agremiação moçambicana nas provas da Confederação Africana de Futebol, em jogo referente a primeira mão da preliminar de acesso à fase de grupos da maior competição de clubes da CAF.
Os golos do Petro de Luanda foram apontados por Tiago Azulão aos 65 minutos, Anderson Cruz aos 78 e aos 83 minutos Pedro Pinto marcou o terceiro golo.
Com este resultado, os tricolores seguem com vantagem na eliminatória que será decidida no jogo da segunda mão, agendado para o dia 17 de Setembro, no Estádio 11 de Novembro, em Luanda.

Miro homenageado em Moçambique

O antigo lateral esquerdo do Bravos do Maquis e internacional moçambicano Almiro Edson Daniel Lobo “Miro”, foi ontem homenageado em directo no programa Gungu Sport, da Gungu Tv, numa cerimónia que contou com a participação de representantes da Federação Moçambicana de Futebol, do Estrela Vermelha de Maputo, Clube de Desportos do Maxaquene e da Liga Desportiva de Maputo.

Segundo Quinito Todo, ex-presidente de direcção do Grupo Desportivo e Recreativo Textáfrica de Chimoio, responsável pelo canal televisivo, a iniciativa serviu para homenagear o actual treinador-adjunto do Bravos do Maquis, que se encontra em gozo de férias, em Maputo, tendo em conta a sua trajectória desportiva e pelo contributo em prol da selecção nacional, além da representatividade moçambicana no futebol angolano.

Miro chegou ao futebol profissional por via do Clube de Desportos do Maxaquene, antes de rumar ao futebol romeno para representar o Budapest Honvéd e o Dunaújváros, antes dos Sul-africanos do Bidvest Wits e Platinum Stars. Antes de chegar no Girabola em 2014, regressou a Moçambique para duas épocas na Liga Desportiva de Maputo.

Com 6 épocas no Bravos do Maquis, soma uma curta passagem em 2016, pelo Atlético Sport Aviação (ASA).

P