Em conferência de imprensa este sábado, na sede do clube Atlético Petróleos de Luanda, o Presidente da agremiação Tomás Farias, assegurou que vai interpor recurso a decisão da FAF.

 

Em resposta ao comunicado 31 da Federação angolana de futebol (FAF), que puniu com efeito imediato o Petro de Luanda com 2 anos de suspensão de todas as actividades futebolísticas profissionais, Tomás Faria garantiu a nação tricolor que o Petro vai recorrer a decisão, por tratar-se de má fé, pois o Petro esteve sempre disponível e respondeu a comunicação recebida da FAF, sobre o assunto, tendo inclusive o presidente partilhado os documentos a imprensa presente na conferência como prova de que esteve sempre disponível a colaborar.

 

O Petro de Luanda vai representar Angola na primeira edição da Superliga africana de futebol e o sorteio ditou Sondowns da África do Sul como primeiro adversário.

ADDVERTISE