Connect with us

Futebol

Girabola: Árbitros ameaçam greve

Os árbitros da primeira categoria nacional decidiram em reunião, realizada ontem, quinta-feira, anunciar para breve uma greve, com início a 1 de Abril. A decisão foi tomada devido aos elevados prémios em atraso.

Em declarações à Claque Magazine, um dos 23 árbitros, que optou pelo anonimato, referiu que a falta de pagamento por parte da Federação Angolana de Futebol, se arrasta desde Novembro, dois meses depois do início da época.

Não temos outra opção. Estamos aguardando por uma resolução desde o início do ano, mas infelizmente quem de direito continua sem respostas e nos orienta a encontramos, cada um, a melhor saída. A possível greve servirá como manifesto da nossa insatisfação, com aplicação a partir de 1 de Abril, até cumprirem aquilo que é por norma um serviço a ser pago”, sublinhou o porta-voz, garantindo que os nomes dos árbitros que assinam está decisão só serão divulgados, caso necessário, depois de apresentação da decisão ao Conselho Central de Árbitros, prevista para esta sexta-feira.

A fonte, que não quis para já avançar mais detalhes do tema, nem os árbitros envolvidos, referiu que a verba a pagar ronda uma média de 150 milhões de Kwanza, entre o pagamento de prémios, transporte, alojamento e alimentação. “Tem sido uma desgraça, principalmente para muitos que têm que tirar verbas dos seus orçamentos familiares para poderem estar nos jogos, viajar inclusive de Macon, se hospedar 3 a 4 no mesmo quarto, e muitas vezes chegamos e regressamos no mesmo dia do jogo, tudo para evitar os custos de hospedagem e alimentação”, desabafou.

A nossa redação tentou sem sucesso ouvir o presidente do Conselho Central de Árbitros, mas uma fonte, na FAF, garantiu a existência da dívida, resultante do incumprimento do consórcio, mas que está a ser discutida a regularização das verbas em atraso, apesar de desconhecer qualquer iniciativa de greve.

More in Futebol

P