Futebol feminino: LALIGA e a Embaixada de Espanha apoiam a formação de treinadoras

Numa iniciativa da Academia SD Foot Talents em parceria com a Academia de Futebol de Angola (AFA), a LALIGA e a Embaixada de Espanha em Angola lançaram, na passada quinta-feira, na AFA, o apoio a jornada de formação para treinadores de futebol feminino.

Com a participação de cerca de duas dezenas de formandos, o evento que serviu de pontapé de saída da primeira de várias que a diplomacia espanhola prevê organizar, cujo objectivo visa fomentar as excelentes sinergias existentes entre o Reino de Espanha e a República de Angola, potencializando o futebol feminino em Angola com as experiências espanholas que resultou na conquista do título do mundo na modalidade.

Divido em duas etapas, a primeira em sala, seguida da sessão em campo, sob orientação de Toni Cortés, director técnico da AFA e a treinador e selecionadora nacional Sandra Dias, o acto contou com a presença do Embaixador de Espanha em Angola, Manuel Maria Lejarreta Lobo, e o representante da LALIGA em Angola e Moçambique, Edmundo Endge. Na ocasião, o diplomata espanhol, realçou que este tipo de colaborações é fulcral dado que ajudam a destacar e consolidar a importância do papel da mulher na sociedade, utilizando o futebol como plataforma abrangente, de coesão, inspiração e transmissão de valores.

Numa fase em que a selecção sénior feminino de futebol angolano foi afastada da CAN2024, pela congênere da Zâmbia, no agregado de 12-0, após derrota caseira de 0-6, no primeiro jogo disputado em Luanda e igual resultado em Lusaka, o Edmundo Endje destacou que um dos pilares para desenvolver o futebol feminino angolano de forma eficaz é a formação de treinadoras que tenham a capacidade de identificar e formar os futuros talentos, para além de transmitir os valores do futebol, e da vida.

ADDVERTISE