Director nacional dos desportos apela a calma

Reagindo à decisão do Conselho de Disciplina da Federação Angolana de Futebol, no seu comunicado 31, o director nacional para os Desportos, Nicolau Daniel, apelou às equipas suspensas a ter calma.

Em entrevista à Rádio Cinco, o responsável para políticas desportivas do Ministério da Juventude e Desportos garantiu que está a acompanhar o caso com muita atenção.

“Estamos a acompanhar de forma pormenorizada a situação e, desde já, apelamos à calma a todos os amantes do futebol angolano, porque temos a certeza de que será resolvido em nome do desporto angolano e do futebol em particular”, frisou.

Recordar que a Federação Angolana de Futebol (FAF) suspendeu o Petro de Luanda, de toda a actividade desportiva por dois anos, por não cumprimento do dever de colaboração a que está adstrito com a FAF, no âmbito do processo disciplinar instaurado, segundo o comunicado do organismo. O mesmo comunicado puniu também a Académica do Lobito e o Kabuscorp do Palanca com a pena de descida de divisão para o segundo escalão, por corrupção durante o apuramento para o Girabola; suspendeu o presidente do clube, Bento Kangamba, por quatro anos, por corrupção, e o treinador da Académica do Lobito, Agostinho Tramagal, com quatro anos de suspensão, por corrupção.

Foi igualmente suspensa, mas por seis anos, a secretaria-geral do Kabuscorp, Marximina Bernardo, por corrupção.

ADDVERTISE