Petro de Luanda confirmado na Superliga africana

O Petro de Luanda vai disputar a primeira edição da Superliga africana em futebol, de outubro a novembro, confirmou ontem(26) a Confederação Africana de Futebol (CAF).

São oito as equipas que, numa fase experimental, vão disputar a competição, nomeadamente, o Wydad Athletic, campeão africano, e o Raja Casablanca, ambos de Marrocos, o Al Ahly do Egipto, o Mamelodi Sundowns da África do Sul, o Petro de Luanda de Angola, o Simba SC da Tanzânia, o Esperance de Tunis da Tunísia e o Horoya da Guiné Conacri.

Cada equipa vai receber um bónus de participação avaliado em um milhão de euros, sendo que o vencedor encaixa nos cofres cerca de seis milhões, e também ficam isentas de despesas com transportação aérea e alojamentos, que serão suportadas pela CAF.

Qatar. Gelson Dala volta a faturar na vitória diante do Al-Sailiya

O avançado angolano Gelson Dala esteve em grande no duelo em que a sua equipa, o Al Wakrah goleou o Al-Sailiya por (5-0) em jogo válido para à décima primeira ronda da Star Liga do Qatar.

O internacional pelos Palancas Negras, marcou o último golo deste encontro aos 74 minutos e atingiu a marca dos 9 golos assinados na presente época desportiva.

O Al Wakrah, ocupa o terceiro lugar da prova com 18 ponto e tem menos um jogo por realizar.

Governo de Luanda vai recuperar vários campos de futebol degradados

O Governo Provincial de Luanda prometeu recuperar vários campos de futebol na província, de modo a permitir os jovens praticarem a modalidade e, posteriormente, os mais dotados chegarão aos grandes clubes nas competições federadas.

Essa garantia veio do Governador de Luanda, Manuel Homem, falando nas comemorações dos 447 anos da cidade capital, informando que essa decisão vem no âmbito das políticas de desenvolvimento social.

Para o Governante, a prática do futebol poderá ocupar os jovens e os vai ajudar a desenvolver outras valências, bem como melhorar o desempenho académico.

Manuel Homem sublinhou que já estão identificados quatro locais para serem recuperados, onde um desses é o Campo do São Paulo, no Distrito Urbano do Rangel, infraestrutura que já viu craques da bola angolana desfilarem naquele local.

Palancas Negras conhecem hoje a continuidade no CHAN

A Selecção Nacional de futebol vai conhecer, hoje, a continuidade ou não, na 7ª edição da fase final do Campeonato Africano das Nações (CHAN), a decorrer na Argélia até ao próximo dia 4 de Fevereiro.

Os Palancas Negras aguardam pelo desfecho do jogo entre Mali e Mauritânia, com início às18h00, no Estádio Olímpico de Oran, referente à terceira e última jornada do Grupo D.

A formação angolana espera por um empate sem golos, entre as selecçōes, com as quais repartiram pontos.

Na jornada inaugural, Angola empatou 3-3, frente ao Mali, depois de estar a vencer, por 1-0, 2-1 e 3-1, permitindo a igualdade a dez minutos dos 90.

No segundo jogo diante da Mauritânia, por sinal a mais frágil do agrupamento, Angola não foi capaz de ganhar, tendo empatado sem golos. A divisão de pontos, colocou o “onze” nacional numa situação de dependência, pelo que o apuramento aos quartos-de-final ainda é uma incerteza.

Nas hostes da equipa nacional, reina o espírito de confiança, apesar de as hipóteses de qualificação serem muito remotas. E porque o sonho comanda a vida, há uma sagrada esperança de que é possível conseguir tal feito.

Problemas na arbitragem nacional com dias contados, informa Presidente

Depois de várias trocas de acusações, os árbitros nacionais vão se reunir na próxima Quinta-Feira, na sede da Associação Provincial de Futebol (APF) para resolverem todas as divergências que a instituição tem nesse momento.

A garantia foi dada pelo Presidente do Conselho de Árbitros de Luanda, Evaristo Sales, ao jornal O País, informando que os problemas da “família” da arbitragem não devem ser resolvidos com acusações na imprensa, mas sim em foro próprio.

O Presidente informou, na qualidade de responsável do conselho, não vai permitir desunião na classe dos homens do apito.

Já Diogo João, Presidente da Associação Provincial de Árbitros de Luanda, disse que o actual vice-presidente da Associação de Árbitros de Futebol de Angola, Paulo Talaia, não é sócio do órgão da cidade luadense.

De infromar que muito recentemente, Paulo Talaia, em declaração a imprensa, disse que a direcção que dirige não está ilegal, tendo acrescentado que o caso parece pessoal, sublinhando ainda que o seu elenco tem a acta das eleições realizadas em 2020, essa mesma que foi entregue ao Ministério da Juventude e Desportos (MINJUD). Para sustentar a sua afirmação, o ex-árbitro sublinha que, até ao momento, ninguém apresentou recurso para impugnar os resultados das eleições.

CHAN: Pedro Gonçalves admite que a equipa aprendeu com os erros diante do Mali

Pedro Gonçalves revelou que a equipa superou o decepcionante empate ante o Mali com o firme objetivo de derrotar a Mauritânia, quando as duas equipas se defrontarem nesta sexta-feira.

Os Palancas Negras perderam a vantagem de 3 a 1 aos 77 minutos, quando sofreu duas vezes nos cinco minutos seguintes e perdeu dois pontos no jogo mais dramático até agora no Campeonato Africano das Nações TotalEnergies (CHAN), na Argélia.

Com a segunda partida do torneio se aproximando contra a Mauritânia, no Grupo D, no Estádio Miloud Hadefi, em Oran, Pedro Gonçalves diz que trabalhou para consertar os erros que cometeu na partida anterior.

“Temos trabalhado muito nos treinos e corrigido esses erros. Devemos ser mais agressivos principalmente no terço final do jogo e manter o foco durante todo o jogo. Fizemos todas as correções necessárias para não repetirmos esses erros”, explicou Pedro Gonçalves, garantindo que a equipa está confiante em fazer melhor. “Nosso próximo jogo é muito difícil porque o nosso adversário, a Mauritânia, sabe que se perder o jogo, estará fora do torneio. Portanto, devemos ter cuidado e a nossa atitude deve ser correta”.

Angola disputa a quarta edição do CHAN, chegou à final na estreia em 2011, mas não passou da fase de grupos em 2016, no Ruanda. Dois anos depois, em Marrocos, o Palancas Negras chegou aos quartos-de-final, e nesta edição almeja voltar a disputar a final.

CHAN 2023: Avançado do Sagrada Esperança ajuda Moçambique no triunfo inédito

O avançado moçambicano Pachoio Lau Há King, 24 anos, recentemente anunciado como reforço do Sagrada Esperança da Lunda-Norte para a segunda fase do Girabola 2022/2023, foi autor de um dos golos com que a selecção moçambicana venceu por 3-2 a congénere da Líbia, no Estádio Nelson Mandela, em Argel, a capital argelina, e fez história no CHAN, arrecadando o primeiro triunfo nesta prova.

O atleta que trocou a União Desportivo do Songo, campeão de Moçambola, pela equipa angolana num contrato de uma época e meia, marcou aos 84 minutos, o terceiro golo dos Mambas, após ter entrado em campo, aos 55 minutos, numa partida em que os líbios começaram por dominar os primeiros minutos com várias oportunidades junto da baliza de Victor Guambe, o guarda-redes moçambicano, mas sem um perigo real.

Moçambique apresentou dificuldades em sair do seu meio-campo e a pressão líbia não deixava a defesa moçambicana respirar. Aos 23 minutos, essa pressão acabou por dar os seus frutos, num cruzamento perigoso, Chico, defesa moçambicano de 31 anos, na tentativa de cortar a bola, colocou o esférico dentro da sua própria baliza.

No intervalo o resultado mantinha-se a favor dos líbios, com os moçambicanos a virarem o jogo a partir do banco, após Chiquinho Conde ter feito entrar Melque, avançado de 25 anos que actua no Black Bulls, que empatou aos 74 minutos, para Nené, que saiu do banco aos 70 minutos, ampliar aos 80 minutos, e Lau King, apontar o terceiro.

A vencer por 3-1, os Mambas caminhavam para o primeiro triunfo, mas ainda houve tempo para um susto. O avançado líbio, Anis Saltou, aproveitou um erro de Victor Guambe para apontar o segundo golo da Líbia.

Recorde-se que os Mambas nunca tinham vencido um jogo no CHAN, três derrotas em 2014 e um empate em 2023 frente à Etiópia. Desta vez é o primeiro triunfo, os primeiros três pontos arrecadados pela selecção moçambicana.

Moçambique: Angolanos apoiam Quinito Jr à presidência da Liga

Agentes desportivos angolanos apoiam o empresário e activista social Quinito Jr, a candidatura à presidência da Liga moçambicana de futebol.

O empresário que em Junho esteve entre os representantes de Moçambique, na Conferência de Negócios Desportivos Angolano – CONFENDA, e que já foi presidente do clube Textafrica de Chimoio, conquista não só o apoio de agentes desportivos angolanos, como reuni consenso dos Associados da Liga e agentes desportivos moçambicanos, que reconhece nele a veia inovadora, aglutinadora e sobretudo conhecedor do Desporto moçambicano.

O também apresentador de TV e proprietário da marca JJSport, que veste em Angola o Futebol Clube Renascer do Estoril e o Lobo Futebol Clube, poderá contar com a concorrência de Luís Canhemba, consultor da Liga moçambicana, apontado como o candidato da continuidade, embora vem ganhando força a ideia de uma lista de consenso.

Portugal. Central angolano Gaspar crucial no Estrela da Amadora

O internacional angolano Gaspar continua em alta no Estrela Amadora da segunda Liga de Portugal, sendo uma opção constante do técnico Sérgio Viera.

No último jogo da equipa, nesta Segunda-Feira diante do Nacional da Madeira, Gaspar voltou a ser crucial na vitória da equipa, onde actualmente já conta na época com 14 golos.

Segundo o que é revelado pela mídia especializada portuguesa, os adeptos estão preocupados com o atleta angolano ver sempre o cartão amarelo, visto que pode ficar de fora por acumulação em vários jogos importantes da equipa.

Sudão. Macaia na lista dos dispensados e com provável regresso ao 1° de Agosto

O internacional angolano Macaia está de saída do Al Merrikh do Sudão por não estar nos planos do novo treinador da equipa, Heron Ricardo.

Segundo o que é revelado pela imprensa desportiva daquele país, espera-se várias mexidas no plantel do Al Merrikh, com destaque para novas aquisições, onde especula-se que Macaia estej d regresso ao seu clube de origem, o 1° de Agosto, casa onde deu cartas em vários jogos do Campeonato Nacional, principalmente nas Afrotaças.

Macaia assinou com a equipa sudanesa em Julho de 2022 e onde tem o seu passe no livre no mercado. No clube sudanês, o jogador angolano tem sido regular dentro das quatro linhas, o que não se percebe as razões que levaram o técnico brasileiro a não contar com ele na presente temporada.

De acordo ainda com os jornais daquele país, a varredura de Heron Ricardo está a ser interpretada como um mau sinal para o desempenho da equipa nas competições domésticas.

P