Connect with us

Diáspora

Camavinga quer apoiar o futebol em Cabinda e construir academia

A estrela franco-angolano, do Real Madrid, Eduardo Camavinga estuda a hipótese de contribuir no futebol angolano por via das equipas em Cabinda.

Depois de ter tido contacto com as imagens que mostram a equipa da Lândana FC atravessar o mar, de cabinda à Soyo, de chata, para depois seguir à Luanda de carro, onde posteriormente seguiria viagem até Caxito, para defrontar a equipa do Mpatu a Ponta do Bengo, bem como das frequentes reclamações do Sporting de Cabinda para a continuidade no Girabola, Camavinga, cujo pai foi adepto do FC de Cabinda, com passagem profissional ao Benfica de Cabinda, manifestou interesse em apoiar o futebol local, como contribuição a “causa” do futebol de Cabinda. A intenção foi avançada a um dos tios, que procura junto das entidades províncias a melhor forma para a efetivação.

A Claque Magazine apurou junto da fonte, que parte do sonho passa pela criação de uma academia de futebol, em Miconje, para ajudar na concretização de sonhos dos vários adolescentes que almejam ser profissionais de futebol.

Nascido em Miconje, comuna pertencente ao município de Belize, em Cabinda, limitado a norte e a leste pelo Congo-Brazavile, a sul pelo Congo-Kinshasa, e a oeste pelo município do Buco-Zau. Apesar de representar a selecção francesa, Eduardo Camavinga tem sido um seguidor do futebol angolano, principalmente depois da internacionalização de Mbala Nzola pelos Palancas Negras.

More in Diáspora

P